• Alberto Brandão

Recebeu um Processo Trabalhista? Saiba o Que Sua Empresa Deve Fazer - Guia Completo



Processo trabalhista é um assunto alarmante no Brasil.

Só em 2020, foram protocoladas 846.433 ações trabalhistas na Justiça do Trabalho. Assustador, não é mesmo?


Ok, essa é uma realidade no Brasil. Porém, a rotina de receber processos não deveria fazer parte da sua empresa.


Se a sua empresa acabou de receber a primeira ação trabalhista, recomendo a leitura deste artigo para aprender o que fazer ao receber um processo.


Esse post vai esclarecer as suas dúvidas a respeito de uma ação trabalhista. Veja o que você vai encontrar aqui:


  1. Recebi um aviso informando que tenho um Processo Trabalhista

  2. Entendendo os pedidos do autor na ação

  3. Principais documentos que você precisa ter para se defender de um Processo Trabalhista

  4. Como funciona a defesa da minha empresa em um Processo Trabalhista?

  5. Erros comuns antes e no decorrer do seu Processo

  6. Transparência do Advogado com o Cliente

  7. Como esclarecer minhas dúvidas durante o Processo Trabalhista?

  8. Quanto cobra um advogado trabalhista para fazer uma defesa para minha empresa?


Recebi um aviso informando que tenho um processo trabalhista


Sua empresa acabou de receber um documento avisando que está sendo processada. Bateu aquele frio na barriga.


Você provavelmente descobriu a existência dessa ação por meio de uma citação. Sim, um simples papel pode mudar a forma que você gerencia o seu negócio e o rumo da sua empresa.


Mas o que é uma citação?


A citação é enviada pela Justiça do Trabalho, através do Correios, para te informar da existência de uma ação contra sua empresa.


E a notícia ruim é: sua empresa não deve ignorar a existência desse processo trabalhista.


Ao receber a citação, você também assina o Aviso de Recebimento, mais conhecido como AR. No AR, ficará registrado qual a data você recebeu a citação e, por consequência, ficou sabendo da ação.


Na citação, você encontrará as seguintes informações:


  • Nome do funcionário que entrou com a reclamação trabalhista;

  • Número do processo;

  • Data da audiência e/ou prazo para apresentar defesa.


Para te ajudar a identificar o documento, segue o exemplo de uma citação:



É importante conferir com sua equipe qual é o funcionário está te acionando na justiça.


Você precisa conversar com o seu gerente e o setor de RH (se houver), para entender o que, possivelmente, motivou o funcionário a entrar com esta ação.


Agora que você já sabe o que é uma citação e em qual dia ela foi recebida, eu recomendo que você procure um advogado trabalhista.


O advogado especialista em Direito do Trabalho vai te informar o prazo que a sua empresa possui para apresentar defesa, além de orientar você sobre o valor da ação.


Entendendo os pedidos do autor na ação


O autor da ação trabalhista irá utilizar alguns argumentos que, provavelmente, vão prejudicar sua empresa.


O seu ex funcionário vai usar uma narrativa para reforçar que, durante o período que trabalhou para você, algumas verbas trabalhistas não foram pagas corretamente.


Mas como saber o que o autor está pedindo?


Se você chegou até aqui, imagino que você já conversou com o seu advogado trabalhista e repassou a citação à ele.


Como falei anteriormente, a citação contém o número do processo.


Com o número do processo em mãos, o advogado vai acessar o sistema da Justiça do Trabalho para obter a ação e analisar atentamente cada pedido realizado pelo autor.


Nesse momento, o advogado vai te informar quais foram os pedidos efetuados, por exemplo: horas extras, gorjetas, adicional noturno, intervalos que não fora usufruídos, etc.


Nessa conversa com seu advogado, você também vai descobrir o valor da ação, ou seja, quanto o autor está pedindo no processo.


Principais documentos que você precisa ter para se defender de um Processo Trabalhista:


Sabe aqueles documentos armazenados que você sempre se perguntou por qual motivo deveria guardar?


Então, o momento para utiliza-los, chegou.


Você deve buscar todo e qualquer documento guardado, que tenha relação com o autor da ação. E, já te adianto: essa papelada toda será a peça chave para você se defender.


Estou querendo te dizer que, os meios de prova documentais que o seu restaurante puder fornecer, serão itens essenciais para a sua defesa.


Você deve reunir todos os documentos que a sua empresa possui, sobre todo o período em que o autor da ação trabalhou em sua empresa.


Documentos armazenados e bem organizados funcionam como sua primeira defesa contra falsas alegações do autor.


Estes são alguns dos documentos que o seu restaurante precisa entregar ao seu advogado trabalhista:


  1. Contrato de trabalho ou contrato de prestação serviços (se for autônomo);

  2. Ficha de registro do empregado;

  3. Os aditivos contratuais (banco de horas, transferência de horário de trabalho, alteração de cargo, etc);

  4. Recibos de pagamento de todo período reclamado, inclusive 1ª e 2ª parcela do 13º salário;

  5. Cartão ponto de todo o período;

  6. Aviso e recibos de férias pagos;

  7. Aviso Prévio;

  8. Termo de rescisão de contrato de trabalho e canhoto comprovando a entrega do Seguro Desemprego (se for o caso);

  9. Conversas por Whatsapp ou e-mails trocados com o Autor, que favoreçam a elaboração da defesa;

  10. Documentos que melhor esclareçam a realidade dos fatos para o seu advogado.


Não se preocupe se você não possuir todos os documentos acima.


Se necessário, seu advogado trabalhista vai pedir para que você providencie outros documentos ou irá orientá-lo conforme seu caso.



Como funciona a defesa da minha empresa em um Processo Trabalhista?


checklist para se defender de um processo trabalhista

A sua defesa é o seu melhor contra-ataque!


Ao conversar com o seu advogado, você deve informar, com exatidão, toda a rotina que o empregado realizava dentro do seu restaurante.


Advogado e empresário devem alinhar todas as informações possíveis para que a contestação trabalhista fique impecável.


Mas o que é uma contestação/defesa trabalhista?


Em uma ação judicial, a contestação serve para defender sua empresa. Nela, geralmente constam:

  • Documentos que a empresa possuí sobre o autor da ação;

  • Explicação sobre a rotina do empregado dentro da sua empresa;

  • Seu esclarecimento acerca dos fatos trazidos pelo autor.

Em resumo, a contestação serve para demonstrar o seu lado da história, indicando os motivos pelo qual o autor não tem razão e não deve ganhar o processo.